Post 46.5

Nao tem post nesse final de semana. Tiramos 1 semana de ferias, e estamos em Toquio ate' a semana que vem.

Comida japonesa(oba!), lugares bacanas, Hanabi dia 28, templos, cultura japonesa, Ultraman...precisa mais?

Ate' semana que vem e parabens a Sao Caetano do Sul, aniversario hoje da minha cidade natal.

Annyonheghaseyo!

Renato & Selma



Escrito por maschetto às 16h14
[] [envie esta mensagem] []



Post 46

HONG KONG & MACAU

Estivemos no sul da China na semana passada. Ficamos em Hong Kong (em Kowloon), conhecemos o local e também fomos para Macau, a cerca de 1 hora de barco. Hong Kong e Macau são duas regiões administrativas especiais da China, independentes, mas ligadas à China.

Hong Kong foi uma colônia inglesa de 1842 a 1997, quando foi transferida de volta para a China. O acordo estipulou que Hong Kong continuaria com certa autonomia até 2047, sob a política de "um país, dois sistemas". A China é responsável pela defesa do território e por assuntos internacionais, e Hong Kong mantém seu sistema legal, força policial, sistema alfandegário, moeda (Dólar de Hong Kong, uma das cédulas mais coloridas que já vimos), etc. .

A cidade é extremamente organizada, ruas limpíssimas, comércio de todo tipo, e pontos bem tradicionais. Numa parte da cidade encontram-se grifes famosas (LV, Prada, e todas essas tranqueiras) e, do outro lado, lojas que vendem as coisas mais bizarras possíveis (animais secos, raízes, extratos, etc.).

Passeando por lá, vimos algumas coisas interessantes. Abaixo, a "Avenida das Estrelas", com as mãos dos famosos atores de Hong Kong na calçada (vale lembrar que a indústria de cinema de Hong Kong é forte, e lançou, entre outros, Bruce Lee e Jackie Chan):

O melhor transporte entre as diversas ilhas são os ferry boats. De Kowloon, pegamos o barco para a ilha de Hong Kong a fim de percorrer os arredores:

Na ilha, com uma mapa na mão, começamos nossa exploração à pé, já que essa é a melhor forma de conhecer qualquer lugar. O moderno e o tradicional caminham juntos por lá: prédios antigos ao lado de arranha-céus, ruas estreitas com modernos ônibus de dois andares. E uma idéia inteligente: uma "calçada suspensa", onde as pessoas transitam por grande parte da cidade, sem a preocupação dos carros e ônibus:

Fomos então às ruas que vendem comidas secas e produtos medicinais. Vimos coisas normais e coisas estranhas, mas que são parte da tradição chinesa e de Hong Kong. Éramos os únicos gringos por lá, o que tornava tudo mais interessante:

Andando um pouco mais, chegamos ao templo Man Mo, com uma atmosfera interessante e várias pessoas rezando. No centro, uma série de incensos em espiral, queimando sem parar, deixando o lugar com o perfume característico dos templos orientais:

Depois de outra boa caminhada, chegamos ao bonde que nos levaria ao Victoria Peak, um ponto alto da ilha com uma visão excelente:

E olha quem encontramos lá em cima:

Pegamos o ônibus para o porto, e voltamos para o continente no início da noite, a tempo de assistir ao espetáculo de luzes e fogos que acontece todos os dias. De Kowloon, olhando para Hong Kong, vemos todos os prédios com suas luzes acompanhando o ritmos das músicas e a narração do show:

No dia seguinte fomos para Lantau, uma das ilhas de Hong Kong, que possui a maior estátua do Buda sentado, no monastério de Po Lin. Uma construção impressionante:

Por tratar-se de um monastério, também há vários templos e lugares para oração dos budistas:

Pegamos o barco e voltamos para Kowloon, a fim de tentarmos visitar mais um templo, o templo Wong Tai Sin. Neste, dezenas de fiéis budistas com suas varetinhas da sorte oravam, pedindo sorte e outras coisas mais:

CONTINUA ABAIXO...



Escrito por maschetto às 09h36
[] [envie esta mensagem] []



...CONTINUANDO

Abaixo, algumas fotos de Hong Kong à noite, quando fomos ao mercado de rua. Andando pelas ruelas, é como se estivéssemos dentro daqueles filmes de Kung Fu da década de 70:

No dia seguinte, fomos para Macau. Pegamos o barco no porto e, após cerca de 1:15h de viagem, chegamos à antiga colônia de Portugal, onde nossos patrícios se estabeleceram no século XVI. Macau foi devolvida à China 2 anos depois de Hong Kong, ou seja, em 1999, e era a mais antiga colônia européia na China:

Uma das coisas mais interessantes em Macau é que tudo está escrito em chinês e português (de Portugal). Então, ao lado dos caracteres chineses, há inscrições do tipo "Rua S. Paulo", "Estabelecimento de Comidas" (restaurante), "Largo do Senado", etc. . Dá um nó na cabeça:

Andando pela cidade, outro baque: parece que estamos em São Paulo, numa cidade do interior. A arquitetura portuguesa prevalece, com igrejas, prédios antigos, padarias (padarias, em Macau tem padaria! Na Coréia não tem)...porém, na rua, apenas chineses falando cantonês (o dialeto do sul) e pouquíssimos descendentes lusitanos. Aliás, a moeda de Macau é a "Pataca", a antiga moeda portuguesa! Bom, não precisamos falar que a cidade é nota 10 (abaixo, fotos do Largo do Senado e das ruínas de São Paulo):

Claro que não poderíamos deixar de falar de COMIDA! A culinária na ilha tem 100% de influência portuguesa, ou seja, bacalhau é mais do que normal por lá. Após andarmos muito, fomos ao restaurante "O Porto Interior", e depois de uma entrada com bolinhos de bacalhau, batemos um "Bacalhau à Gomes de Sá" (tio?). Eu que não era muito fã de bacalhau, entendi o porquê: no Brasil, geralmente utilizam-se partes menos nobres. Em Macau, foi o bacalhau fresco, sensacional. Detalhe: um bacalhau pra duas pessoas = 80 Patacas (algo em torno de uns R$19,00). Que chato:

Pra fechar Macau, algumas fotos de placas e sinais em português, alguns, bem engraçados:

Felizmente, uma ótima viagem, tanto Hong Kong quanto Macau com uma atmosfera excelente (e um calor pra lá dos 35oC). Para fechar, mais algumas fotos e até a próxima semana:

Annyonheghaseyo!

Renato & Selma



Escrito por maschetto às 20h52
[] [envie esta mensagem] []



Post 45.5

NÃO TEM POST NESSE FINAL DE SEMANA...

Estaremos viajando no feriado coreano (Dia da Constituição), então, o blog não será atualizado nesse domingo. No próximo, fotos de Hong Kong e Macau.

Enquanto isso, dêem uma passadinha nos outros blogs:

Diário Compostelar (www.maschetto.nafoto.net), atualizado...

Amigos do Djãmbers (www.maschetto.wordpress.com), com uma surpresa para aqueles nos arredores dos 30...

Iacobus (www.iacobus.wordpress.com), onde a patroa solta o verbo...

Annyonheghaseyo!

Renato & Selma



Escrito por maschetto às 15h40
[] [envie esta mensagem] []



Post 45

O MELHOR HAMBURGUER DA CORÉIA

Os coreanos têm fama de pegar as coisas de fora e adaptá-las de forma a se adequarem aos padrões locais. Em alguns casos, são cópias descaradas modificando-se ligeiramente o nome do objeto, da marca, ou do que quer que seja(o que tem de cópia de Starbucks por aqui...); em outros, trata-se de adaptação segundo o gosto, paladar, jeito coreano. E aí, as coisas mais bizarras são criadas, como pizzas com borda de batata-doce (ugh!) ou sorvetes com calda de feijão ($%#@!).

Obviamente, há lanchonetes que adaptaram o hamburguer estadunidense ao gosto local, com molhos picantes ou com sabores estranhos. Mas estou aqui para falar de um dos melhores hamburgueres (é assim que escreve, certo Pasquale?) que nós já comemos (na Coréia ou fora dela): o hamburguer do Smokey Saloon, aqui em Seul:

De fora, parece um boteco qualquer. Mas o hamburguer que esses caras fazem...imaginem uma carne moída certinha, agregada num hamburguer de quase uns 20mm de altura. Grelhado, por fora fica uma casquinha torrada e, por dentro, a carne no ponto, sem estar vermelha. Coloque muito queijo, o pão tostadinho e você tem, em cerca de 7min, o melhor hamburguer da Coréia, sem sombra de dúvida! Não é um PicBurger do Fiftie's (para mim, o melhor hamburguer que eu ja comi), mas chega razoavelmente perto. Se não bota uma fé, veja um review clicando aqui. Não acredita ainda? Confiram abaixo o Philly Cheese Steak que a Selma comeu e o Cheesy Cheese Burger que eu encarei. Coisa ruim, viu:

E ainda falando sobre comida, nesta semana que passou recebi um pessoal do time da região para uma série de reuniões aqui na Coréia (India, China e Austrália). No último dia, levei-os para jantar (juntamente com parte do time coreano) num tradicional restaurante que serve o popular Galbi, o churrasco coreano. Em outro post, tentarei mostrar do que se trata, mas é uma das melhores comidas que há aqui na Coréia (da esquerda pra direita, MH Choi, eu, Teresa-China, YC Kim, Adam-Austrália, Gaurav-India, BY Seo e BH Song):

E abaixo, uma foto da "Nandaemun", ou "Grande Porta Sul", um dos monumentos no centro da cidade. Há outras 2 portas como essa ainda intactas entre os prédios de Seul (a Leste e a Oeste), e datam de várias dezenas de anos atrás, e serviam como identificação de certos limites da cidade:

Semana que vem teremos um feriado (Dia da Constituição), e viajaremos para Hong Kong. Aproveitaremos também para passar 1 dia em Macau, a antiga colônia portuguesa na China. Fotos em breve.

Abraços a todos e bom feriado para os paulistas em 9 de julho.

Annyonheghaseyo!

Renato & Selma



Escrito por maschetto às 17h31
[] [envie esta mensagem] []



Post 44

TRANSFORMERS!

Acabamos de voltar do cinema, e assistimos TRANSFORMERS!

Eu já tinha falado aqui antes que o filme estava chegando, e hoje fomos conferir. Nota 10! Os Transformers ficaram beirando a perfeição, Líder Optimus e Bumble Bee perfeitos. Os efeitos especiais estão chegando a um ponto incrível onde fica cada vez mais difícil notar a artificialidade. Claro que o melhor eram as transformações, com os sons tão famosos que consagraram a animação nos anos 80.

Aos amigos que curtiam Transformers no passado, sugiro que sigam imediatamente para o cinema a fim de comprovar o que estou falando. Aos camaradas que trabalham nas concorrentes (Itiro, Bosnay, Eterna Funcionária da Patroa, etc.), peço que não fiquem decepcionados ao verem os Autobots em sua forma veicular. Ao que parece, Michael Bay e Spielberg escolheram uma montadora que pudesse representar perfeitamente o extremo poder dos alienígenas robóticos (Bumble Bee é uma beleza)...

Enfim, para quem quiser relembrar os Transformers originais, é só clicar abaixo:

http://www.youtube.com/watch?v=-xE2LZsNERE

Dia vai, dia vem, e sempre pode acontecer um mico. Mesmo estando há mais de 1 ano por aqui, nunca é tarde para conhecer coisas novas e para fazer alguma besteira. Ontem foi um desses dias...

Resolvemos pegar o ônibus para ir ao Nandaemun, a "25 de Março coreana". Achamos o número do ônibus, entramos e, 5 minutos depois, chegávamos ao nosso destino. Rodamos por lá, almoçamos e, na hora de ir embora, resolvemos pegar o mesmo ônibus. Olhando o mapa no ponto (idéia ridícula que deveria ser implementada no Brasil: nos pontos, há mapas mostrando o percurso dos ônibus, ou seja, não tem que ficar perguntando pro motorista "por favor, é esse aqui que passa na casa do chapéu?"), vimos que se tratava de um circular, então, daríamos uma volta um pouco maior, mas chegaríamos ao nosso destino.

Pegamos o dito cujo, ele fez o percurso até em casa (pelo outro lado da rua, claro) e aí ficamos dentro dele para saber até onde iria...bom, depois de cerca de 50min rodando, chegamos à conclusão que Seul é uma grande cidade mesmo...mas o mais interessante estaria ainda por vir...

Após esse rolê todo, notamos que, de repente, o ônibus estava vazio. Entramos numa rua estreita, cercada por uma espécie de parque cheio de árvores e a Selma disse "acho que estamos indo para o ponto final...". Foi quando passamos por uma guarita e chegamos a um local com vários outros ônibus. Em caráter otimista, pensei "deve ser a rodoviária" mas, na verdade, era a garagem!

Foi quando o motorista olhou pelo retrovisor e viu que estávamos lá ainda. Começou a rir e, estacionando o ônibus, nos levou até o outro que iria sair naquele momento. Demos risada também, mas é claro que viramos o assunto do dia, "os gringos manés que não sabiam onde terminava a rota". Aí, começou nossa jornada de volta, mais 1 horinha rodando...bom pra aprender, bom pra aprender...

E, abaixo, algumas fotos do centro de Seul que tiramos recentemente:

Obs.: falando-se em fotos, Wagnão, se você estiver por aí, vamos precisar de uma consultoria "camerística" com você...

E terminamos mais um vídeo de fotos, dessa vez, com nossa viagem para o Vietnã, que fizemos em Setembro do ano passado. Se quiserem conferir um clipe com as fotos, cliquem abaixo:

http://www.youtube.com/watch?v=ZczJd3p3Lhk

E vocês já conhecem o blog da Selma? Não??? Então acessem já:

www.iacobus.wordpress.com

Abraços e até a próxima semana!

Annyonheghaseyo!

Renato & Selma



Escrito por maschetto às 19h49
[] [envie esta mensagem] []



[ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]




Quem somos?
Renato, Selma e Beatriz, brasileiros, na Coréia do Sul desde 2006 (a Beatriz, desde 2009). Annyonghaseyo!
nos2






Sentada na Pia, paternidade na Coreia!
Visite o Iacobus, o blog da Selma!
O blog da gravidez na Coreia
Lilypie Segundo Ticker



Votação
Dê uma nota para meu blog


Fotos: Vietnã, 2006

www.flickr.com
This is a Flickr badge showing items in a set called Vietnam 2006. Make your own badge here.

Nossos vídeos coreanos:



Nossas viagens asiáticas:



This Traveler IQ was calculated on Tuesday, February 24, 2009 at 01:05PM GMT by comparing this person's geographical knowledge against the Web's Original Travel Blog's 3,717,512 travelers who've taken the challenge.



Outros sites que gostamos
Sentada na pia
Iacobus
Gonadotrofina no Paralelo 38
Diário de Santiago de Compostela
Projeto Anima!
Blog Projeto Anima!
Entrevistando Expatriados
Buraco da Fechadura
Onde está o Ed?
Helder na Australia
Blog do Gallina e da Katia
Brasil com Z
Expatriadas
De prosa na Coreia
Gustavo in Korea
Kimchi com cafe
Lu na China
Made in China
Blog Egipcio
Musique non stop





Livros que gostamos:

On Writing, Stephen King


Histórico